Akira Toriyama, criador de “Dragon Ball”, falece aos 68 anos: Um adeus a um ícone do mundo do mangá

Um olhar sobre a vida e o legado do renomado mangaká que deixou uma marca indelével na cultura pop global

Akira Toriyama, o visionário criador da famosa série “Dragon Ball”, faleceu aos 68 anos em 1º de março. A notícia foi divulgada nesta sexta-feira, 8 de março. Sua morte foi atribuída a um hematoma subdural, uma condição caracterizada pelo acúmulo de sangue entre o cérebro e o crânio.

Um comunicado oficial no site da série expressou profundo pesar pela perda de Toriyama, destacando que ele deixou vários projetos em andamento com grande entusiasmo. O funeral foi reservado apenas para a família.

Apesar da partida prematura, o legado de Toriyama é vasto, com inúmeras obras de mangá e arte que continuam a encantar o mundo. Nascido em Nagoya em 1955, o artista iniciou sua jornada com nanquim desde cedo, alcançando reconhecimento com “Dr. Slump”, além de Dragon Ball.

Seu trabalho icônico, “Dragon Ball”, estreou em 1984 e desde então cativou milhões em todo o mundo, deixando um impacto duradouro na cultura pop. Com mais de 45 anos de carreira, Toriyama influenciou gerações de fãs e artistas, consolidando seu lugar como um dos mestres do mangá.

Sua influência também se estendeu ao mundo do anime, com a série “Dragon Ball” se tornando um fenômeno sem precedentes, moldando a infância de muitos e conquistando fãs em todo o mundo. Sua participação também alcançou as mídias de jogos, dirigindo a arte do grande sucesso Chrono Trigger de super nintendo.

Akira Toriyama deixa para trás um legado duradouro, lembrado não apenas por sua genialidade artística, mas também por sua contribuição inestimável para a cultura pop global. Ele deixa um filho, Sasuke, e sua esposa, Nachi Mikami.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco