Alice Cooper é cancelado por dizer que crianças não deveriam ser expostas à ideologia de gênero

O astro do Rock também perdeu parcerias por dizer que crianças não deveriam fazer o procedimento de redesignação sexual

O lendário cantor Alice Cooper, conhecido por sua carreira icônica no mundo do rock, está enfrentando críticas por causa de comentários relacionados à ideologia de gênero. Durante uma entrevista, o cantor afirmou que crianças não deveriam ser expostas a questões de identidade de gênero e nem submetidas a procedimentos de redesignação sexual.

“Acho errado quando você tem um filho de seis anos que não tem ideia. Ele só quer brincar, e você o confunde dizendo: ‘Sim, você é um menino, mas você poderia ser uma garota se quiser'”, explicou o cantor.

Essas declarações desencadearam reações intensas, tanto nas redes sociais quanto na indústria da música, com a empresa de maquiagem Vampyre Cosmetics anunciando o fim de sua parceria com o músico. Vamos explorar o contexto e as repercussões dessa controvérsia.

Além disso, Cooper argumentou que, em sua opinião, algumas pessoas poderiam estar se aproveitando das questões de identidade de gênero para obter vantagens indevidas. Ele mencionou a preocupação de que um homem cisgênero pudesse entrar em um banheiro feminino sob o pretexto de se sentir como uma mulher naquele momento.

As declarações de Alice Cooper provocaram indignação entre muitos ativistas e membros da comunidade LGBTQIA+. Em resposta às críticas, a empresa de maquiagem Vampyre Cosmetics anunciou o término de sua colaboração com o roqueiro, que incluía uma linha de maquiagem em parceria.

A empresa declarou seu apoio à comunidade LGBTQIA+ e enfatizou a importância do acesso a cuidados de saúde para todos. Além disso, eles garantiram que todos os pedidos de pré-venda seriam reembolsados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco