CPMI do 8 de Janeiro: Ausência de Evidências de Ameaças à Vida de Alexandre de Moraes

Relatório Final Descarta Planos de Assassinato e Contradiz Narrativa do Ministro do STF

A CPMI do 8 de Janeiro, sob a relatoria da senadora Eliziane Gama, não teve conhecimento de ameaças de morte ao ministro do STF Alexandre de Moraes.

Nem a relatora, nem os assessores ou investigadores envolvidos tiveram acesso a documentos ou apurações que corroborassem os fatos mencionados por Moraes em sua entrevista ao jornal O Globo. O extenso relatório final de 1.333 páginas não fez menção a planos para assassinar o ministro do STF.

Alexandre de Moraes afirmou que as investigações revelaram que ele era um dos alvos preferenciais dos golpistas, mencionando planos que envolviam prisão pelas Forças Especiais do Exército, seguida de morte sob custódia, ou enforcamento na Praça dos Três Poderes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco