Ditadura da Nicarágua volta a perseguir Padres, 15 já estão presos

“Esta semana a ditadura sandinista desencadeou uma feroz caça aos padres, levando vários deles à prisão, além de dois bispos que já estavam presos” Declarou um Bispo

Na recente escalada autoritária de Ortega na Nicarágua, observamos um aumento nas detenções de padres, totalizando 15 religiosos agora encarcerados. O bispo auxiliar de Manágua, Silvio Báez, expressou sua preocupação com a crescente perseguição à Igreja, instando a comunidade internacional a mostrar solidariedade e a elevar preces pela situação na Nicarágua.

A pesquisadora exilada Martha Patricia Molina, autora do estudo ‘Nicarágua: Uma Igreja Perseguida?’, enfatizou que o sandinismo está exercendo uma forte pressão sobre o clero da Arquidiocese de Manágua, sugerindo a possibilidade de um êxodo em massa ou enfrentamento de acusações criminais, semelhante ao ocorrido no passado recente.

O bispo Silvio Báez, exilado em Miami, apelou à solidariedade internacional, pedindo aos bispos e às conferências episcopais de todo o mundo que rezem pela Igreja da Nicarágua e denunciem as perseguições.

Nos últimos dias, as autoridades nicaraguenses detiveram Dom Isidoro Mora, dois sacerdotes e dois seminaristas, elevando para nove o número total de sacerdotes detidos nesta semana. Este cenário agravado, que inclui a detenção de dois bispos, lança uma sombra preocupante sobre a liberdade religiosa e os direitos humanos no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco