General sugere prisão de Alexandre de Moraes para restaurar “normalidade institucional”

Laercio Vergílio, investigado por suposto plano de detenção de Alexandre de Moraes, alega necessidade de ação para harmonizar poderes e esclarece sua posição em depoimento à PF

O general da reserva do Exército, Laercio Vergílio, afirmou à Polícia Federal que considerava a prisão do ministro Alexandre de Moraes necessária para restabelecer a “normalidade institucional” e a harmonia entre os poderes, diante do contexto político conturbado.

Ele está sob investigação por suposta participação em um plano para prender Moraes, relator das investigações sobre uma possível tentativa de golpe. No entanto, Vergílio negou qualquer envolvimento em ações para monitorar ou deter o ministro, além de rejeitar apoio a um golpe de Estado.

Ele esclareceu que sua opinião foi apenas expressa verbalmente e não resultou em ações concretas. O ministro Alexandre de Moraes tornou públicos os depoimentos dos investigados na operação, evidenciando a seriedade das investigações em torno da suposta tentativa de golpe.

As informações são da Agência Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco