Ex-ministro de Lula já cantou música que faz apologia ao racismo, à violência doméstica e ao machismo

O cantor idolatrado pela esquerda e cabo eleitoral do Lula hoje evita comentar sobre a música "Minha Nega Na Janela"

O cantor Gilberto Gil, famoso pelo movimento Tropicália e considerado um dos grandes nomes da música popular brasileira, é uma das figuras mais admiradas pela esquerda. Ele também se envolve em questões políticas, tendo sido ministro do Lula e voltado a pedir votos pro petista no ano passado.

Atualmente, o cantor defende pautas que limitam a liberdade de expressão, visando criar uma sociedade supostamente mais acolhedora.

No entanto, nem sempre Gil pensou assim. Em 1978, o cantor gravou uma música do sambista paulista Germano Mathias.

Na letra de “Minha Nega Na Janela”, há referências e apologia a comportamentos questionados pela sociedade nos dias de hoje.

“Minha nega na janela / Diz que está tirando linha / Êta nega, você é feia / Parece uma macaquinha / Olhei para ela e disse / Vai já para a cozinha / Dei um murro nela / E joguei-a dentro da pia / Quem foi que disse / Que essa nega não cabia?”, diz a letra.

Gilberto Gil nunca pediu desculpas pela gravação e, embora não toque mais essa música, o cantor também evita falar da polêmica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco