Lula apoia a África do Sul em acionar a Corte Internacional de Justiça contra Israel por ataques na Faixa de Gaza

Itamaraty anuncia apoio de Lula à iniciativa da África do Sul contra Israel, enquanto polêmicas acusações de genocídio despertam ceticismo internacional

Manifestação ocorre após reunião com o embaixador da Palestina, destacando violações ao direito internacional e buscando cessação imediata de atos que possam constituir genocídio.

Nesta quarta-feira, o Itamaraty divulgou que o presidente Lula (PT) expressou apoio à iniciativa da África do Sul de acionar a Corte Internacional de Justiça contra Israel pelos ataques na Faixa de Gaza. O respaldo foi comunicado após uma reunião com o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben.

O comunicado oficial destaca que, diante das flagrantes violações ao direito internacional humanitário, Lula manifestou seu apoio à ação sul-africana. A intenção é que a Corte determine que Israel cesse imediatamente atos e medidas que possam constituir genocídio ou crimes relacionados, conforme previsto na Convenção para a Prevenção e Repressão do Crime de Genocídio.

A África do Sul alega, na ação, que os atos e omissões de Israel têm caráter genocida, acompanhados da intenção específica de destruir os palestinos de Gaza como parte do grupo nacional, racial e étnico mais amplo dos palestinos. No entanto, é importante notar que essas acusações são veementemente negadas por Israel, que refuta qualquer uso desproporcional da força em sua guerra contra o movimento islamista Hamas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco