Mais gastos: Lula eleva diárias de ministros em 42% durante viagens

Medida levanta dúvidas sobre a necessidade de tal incremento em meio a tantos desafios econômicos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou um aumento nos valores máximos das diárias para viagens de ministros pelo país, podendo chegar a R$ 900 em alguns casos.

O reajuste, de até 42%, será implementado a partir de 15 de fevereiro de 2024, seis meses antes do início do período eleitoral. Este é o primeiro ajuste nas diárias de viagens nacionais de servidores públicos no governo Lula, sendo que os valores já haviam sido atualizados em 2022 pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), com aumento de até 15% para ministros.

Os novos valores serão aplicados em diferentes categorias, variando conforme o destino das viagens, como Brasília, Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo, outras capitais e deslocamentos diversos no país.

As diárias serão concedidas a cada dia de afastamento da sede do serviço, mas com exceções, como em casos de ausência sem pernoite, custeio de hospedagem pela União, hospedagem em imóvel governamental, designação para equipe de apoio presidencial, exigência permanente do cargo ou viagens dentro da mesma região metropolitana sem pernoite. Além disso, haverá uma redução de 25% no valor se a estadia ultrapassar 120 dias consecutivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco