Moro afirma que Lula tinha conhecimento e falsificou informações sobre o 8 de Janeiro

Senador critica declarações do presidente e questiona se Lula estava ciente dos riscos ou foi enganado por seus ministros e subordinados.


O ex-juiz e atual senador, Sérgio Moro, não poupou críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em relação ao episódio do 8 de janeiro, quando ocorreu o ataque às sedes dos Três Poderes. Utilizando suas redes sociais, Moro analisou as declarações feitas por Lula sobre o incidente e apontou que o ex-presidente estava ciente da situação e possivelmente falsificou informações ou foi enganado por seus próprios ministros e subordinados.

O cerne da controvérsia está nas afirmações de Lula de que os serviços de inteligência não estavam em funcionamento na ocasião do ataque. Em suas postagens, Moro destacou essa declaração e a contrastou com relatórios da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), os quais foram enviados ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

De acordo com Moro, as evidências sugerem que o cenário era bem diferente do que Lula tentou transmitir à imprensa. “Está cada vez mais claro que, ao contrário do que disse Lula à imprensa, os serviços de inteligência existiram e funcionaram em 8/1, informando o Governo Federal do risco concreto de invasão e depredação dos Três Poderes. Foi a parte operacional que se omitiu”, afirmou o senador em suas postagens.

As acusações de Moro apontam para um possível conhecimento prévio de Lula sobre os riscos que o 8 de janeiro representava para a segurança do país. A sugestão de que o ex-presidente teria falsificado informações ou sido enganado por membros de seu próprio governo ressalta a controvérsia em torno do incidente e suas consequências políticas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco