Papa Francisco faz duras críticas à teoria de gênero: “perigo feio”

Alerta do pontífice durante conferência no Vaticano destaca ameaça à diversidade e identidade humanas

O Papa Francisco fez uma vigorosa crítica à teoria de gênero, descrevendo-a como um “perigo feio” que representa uma ameaça à humanidade. Durante uma conferência de dois dias no Vaticano sobre a evolução dos papéis de homens e mulheres dentro dos ensinamentos cristãos, o Pontífice enfatizou os perigos subjacentes à ideologia de gênero, afirmando que ela busca abolir as distinções naturais entre os sexos.

Francisco revelou que encomendou estudos sobre essa ideologia, que ele condena veementemente por sua tentativa de homogeneizar as diferenças entre os sexos, afirmando que isso equivale a anular a própria humanidade. Ele compartilhou suas preocupações, destacando a importância de compreender e confrontar essa ideologia contemporânea, que desafia as noções tradicionais de identidade de gênero.

Além disso, o Papa mencionou estar recuperando-se de um recente resfriado e optou por ter seu discurso lido por um assessor. No entanto, antes disso, ele enfatizou a gravidade de suas opiniões sobre a ideologia de gênero.

Citando um livro que considera profético, intitulado “Lord of the World”, publicado em 1907 por um padre católico, ele alertou para os perigos de anular as diferenças entre as pessoas. Encorajando seus ouvintes a lerem a obra, ele destacou sua relevância para os desafios contemporâneos relacionados à identidade de gênero e diversidade humana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco