Pintor é brutalmente espancado até a morte por traficantes em Cajazeiras XI após impedir estupro de filha

Josenilson Souza Vitorino foi espancado na frente da família por 4 horas com barrotes, tubos de PVC e mangueiras, teve vários ossos quebrados

Josenilson Souza Vitorino, um pintor de 48 anos, foi agredido por quatro horas na frente de sua esposa e filhos depois de intervir para proteger sua filha adolescente de um estupro perpetrado por um parente de um traficante, neste sábado (23) em Cajazeiras XI.

Pintor foi espancado até a morte Crédito: Bruno Wendel/CORREIO

A casa de Josenilson foi invadida por seis homens, incluindo um indivíduo conhecido como Lucas, identificado como gerente do tráfico local, e ele foi brutalmente agredido com barrotes, mangueiras e tubos de PVC, resultando em várias fraturas. Mesmo sendo socorrido pela comunidade até o Hospital Municipal, chegou lá já sem vida. Durante o trajeto, ele expressou seu último desejo para a esposa e fez uma oração.

De acordo com testemunhas, na noite anterior (21), o tio de Lucas tentou estuprar a filha de Josenilson, de 13 anos, e quando o pintor interveio para protegê-la, houve um confronto físico no qual Josenilson conseguiu desarmar o agressor.

No entanto, no dia seguinte, a residência do pintor foi invadida e ele foi submetido a horas de espancamento, enquanto sua família testemunhava tudo, com exceção dos filhos, que foram poupados da violência. A esposa do pintor também foi agredida e ameaçada de morte por um dos agressores armados durante o ataque.

O caso está sob investigação pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

As informações são do Correios24horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco