População de Nova Roma do Sul reconstrói ponte com recursos próprios um ano antes do previsto pelo governo

Os moradores investiram R$ 6 milhões na obra, inicialmente orçada pelo governo em mais de R$ 20 milhões e com previsão de conclusão apenas no final de 2024. Até mesmo desempregados contribuíram com doações de centavos

Os moradores de Nova Roma do Sul tomaram a iniciativa de reconstruir uma ponte crucial para a economia local, conseguindo realizar a obra por apenas R$ 6 milhões, um montante substancialmente inferior à estimativa inicial do governo do Rio Grande do Sul, que variava entre R$ 20 milhões e R$ 25 milhões. A Associação Amigos de Nova Roma do Sul foi criada para liderar esse esforço coletivo, arrecadando mais de R$ 7 milhões em menos de quatro meses.

A ponte de ferro, originalmente datada de 1930, foi destruída durante a enchente de setembro do ano anterior, gerando transtornos significativos para a comunidade. A reabertura da ponte, que conecta Nova Roma do Sul e Farroupilha, ocorreu em um tempo recorde de quatro meses, proporcionando alívio imediato aos moradores.

A arrecadação dos fundos necessários envolveu uma abordagem colaborativa, desde Pix de centavos de cidadãos desempregados até festas beneficentes que angariaram mais de R$ 600 mil. Além disso, rifas foram espalhadas pelo comércio local, com prêmios doados pela comunidade e tíquetes acessíveis a R$ 10.

Enquanto a comunidade agiu rapidamente e eficientemente, o projeto original do governo estadual previa a entrega de uma nova ponte até dezembro de 2024, demandando quase quatro vezes mais tempo do que o esforço popular. Além disso, os custos estimados pelo governo eram consideravelmente superiores, oscilando entre R$ 20 milhões e R$ 25 milhões.

Embora o governo do Rio Grande do Sul mantenha planos para construir outra ponte em Nova Roma do Sul, a iniciativa dos moradores conseguiu resolver emergencialmente a situação, resultando na nova ponte inaugurada recentemente. No entanto, é notável que o projeto governamental ainda persiste, mesmo após a solução eficaz proporcionada pela comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco