Revolução nas escolas de SP: Implementação de educação financeira para mais de um milhão de alunos

Medida visa promover habilidades monetárias e hábitos saudáveis de consumo para estudantes em São Paulo

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) introduziu a educação financeira no currículo das três séries do Ensino Médio e dos 8º e 9º anos do Ensino Fundamental neste ano. Essa mudança tem como objetivo aprimorar o entendimento matemático e promover uma relação saudável com o dinheiro.

Mais de um milhão de alunos têm acesso semanal às aulas, utilizando materiais didáticos elaborados pela Coordenadoria Pedagógica da Educação de SP. Rafael José Dombrauskas Polonio, membro da equipe curricular de matemática, explica que o currículo foi desenvolvido para que os jovens compreendam o valor do dinheiro, cultivem hábitos de consumo e poupança saudáveis, e construam uma base sólida para o futuro financeiro. Esse conhecimento, segundo ele, proporciona maior segurança e autonomia na vida adulta.

Escolas que já introduziam a educação financeira como parte das atividades complementares do Programa de Ensino Integral (PEI) observaram resultados positivos. A Escola Estadual Pio X, em São José do Rio Preto, por exemplo, incentivou a participação de pais e alunos nessas atividades. Hoje, os estudantes contam até com uma moeda virtual interna, a Pio Coins, e um sistema de recompensas baseado no desempenho escolar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco