Área queimada no Brasil atinge recorde histórico em Fevereiro

Quase 1 Milhão de hectares foram devastados entre a Amazônia e o Cerrado de acordo com pesquisa do Ipam

A área queimada no Brasil registrou um grande crescimento no segundo mês de 2024, em comparação com fevereiro de 2023. O fogo atingiu 950,3 mil hectares, segundo números do Monitor do Fogo, iniciativa da rede MapBiomas Fogo e coordenada pelo Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia). Esse é o maior número registrado desde 2019, quando foram atingidos 413,9 hectares. No ano passado, a queimada tinha sido a menor registrada dos últimos cinco anos: 186,2.

A vegetação nativa da Amazônia e do Cerrado foram as que mais sofreram com essa crescente, com um total 750 mil hectares sendo atingido, representando quase 79% do território atingido pelo fogo. O bioma da Amazônia foi quem teve as maiores consequências, tendo 898,6 hectares atingidos da sua área, recorde desde 2019, segundo levantou o estudo. O período de seca, as queimadas em Roraima e o fenômeno El Niño explicam os números altos, diz o IPAM. Em 2023, o Cerrado tinha tido 29.600 hectares atingidos e neste ano o número saltou para 61 mil, crescimento de 152%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco