Atriz pornô Mia Khalifa é demitida por comemorar ataque terrorista do Hamas

Apesar de seu apoio ao povo árabe, os filmes protagonizados por Mia são proibidos na maior parte do Oriente Médio

A ex-atriz pornô Mia Khalifa foi demitida da Red Light Holanda, uma empresa que comercializa cogumelos, por apoiar o terrorismo palestino em Israel. Khalifa, conhecida por seus filmes adultos, é de origem libanesa e tentou justificar os ataques realizados pelo Hamas.

“Eu só quero ter certeza de que haverá imagens em 4K do meu povo quebrando as paredes da prisão ao ar livre em que foram forçados a sair de suas casas, para que tenhamos boas opções para os livros de história que escrevem sobre como eles se libertaram do apartheid”, declarou Mia.

Esse posicionamento levou à demissão imediata de Mia pela empresa que a havia contratado, conforme anunciado pelo CEO.

Apesar de seu apoio ao povo árabe, os filmes protagonizados por Mia são proibidos na maior parte do Oriente Médio e, em alguns países, ela poderia ser presa por visitar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco