Califórnia oferecerá procedimentos de mudança de sexo “gratuitos” para imigrantes ilegais

A ousada expansão do Medi-Cal financiará com dinheiro público terapias hormonais e procedimentos, incluindo cirurgias, para ajustar características sexuais à identidade de gênero

O estado da Califórnia está tomando uma medida ousada ao ampliar seu sistema de saúde para abranger cirurgias de mudança de sexo para residentes, independentemente do status de cidadania, financiadas pelos pagadores de impostos. As ex-conselheira jurídica de Trump, May Mailman, e a delegada do GOP da Califórnia, Roxanne Hoge, compartilharam suas opiniões no ‘Fox News @ Night’, discutindo a oferta de assistência médica gratuita a imigrantes ilegais e a crescente crítica enfrentada pela Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI).

Um memorando, divulgado em maio de 2022 e noticiado pela Daily Caller Foundation, revela que o Medi-Cal da Califórnia agora cobre custos relacionados a terapias hormonais e procedimentos para ajustar características sexuais primárias e secundárias à identidade de gênero do indivíduo, incluindo serviços acessórios, como remoção de pelos.

Aproximadamente 700.000 imigrantes ilegais entre 26 e 49 anos se qualificam para esses serviços de saúde federais desde 1º de janeiro, com um custo estimado de US$ 3,1 bilhões para os contribuintes da Califórnia. Para os residentes ilegais nesta faixa etária, isso representa cerca de US$ 4.058 anuais em subsídios de cobertura médica financiados pelo fundo geral do estado.

O memorando destaca que o “cuidado de afirmação de gênero é um benefício coberto pelo Medi-Cal quando clinicamente necessário”. As solicitações para esse tipo de cuidado devem ser feitas por especialistas experientes em oferecer assistência culturalmente competente a pessoas transgênero, conforme diretrizes nacionalmente reconhecidas. A “necessidade médica” é determinada por profissionais de saúde mental licenciados e médicos cirurgiões experientes no tratamento de pacientes com incongruência entre sua identidade de gênero e gênero atribuído ao nascimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco