Com indicação de Flávio Dino para o STF, PT avança aparelhamento do judiciário

O presidente Lula confirmou que fará uma indicação de peso para o Supremo Tribunal Federal

O presidente Lula (PT) indicou o ex-ministro da Justiça Flávio Dino para o Supremo Tribunal Federal. O jurista, que se autodeclara comunista, deve substituir a ministra Rosa Weber, aposentada da Corte desde setembro.

Antes de Lula confirmar a indicação, ele se reuniu com Flávio Dino, onde ambos discutiram os próximos passos da política nacional. O presidente e o futuro ministro tomaram café da manhã juntos às 9h30 no Palácio da Alvorada.

Além de jurista, Flávio Dino também é político de carreira e já foi governador do Maranhão, um dos estados mais pobres da federação.

Durante sua gestão, o Maranhão viu uma piora em quase todos os indicadores do IDH, destacando-se a segurança pública, com o estado sendo eleito o mais perigoso do país.

Dino também se autodeclara comunista e defende ditaduras, como a cubana e a norte-coreana, além de ser um firme apoiador de Lula.

Com a indicação de Dino, o PT terá indicado 5 dos 11 ministros do STF, obtendo uma ampla vantagem em decisões sensíveis da corte.

Agora, resta saber se o Senado brasileiro aprovará Flávio Dino como ministro do Supremo Tribunal Federal, intensificando ainda mais a influência do partido na suprema corte nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco