‘Contador de Lulinha’ e sua esposa supostamente ganharam 640 vezes na loteria

Investigação revela conexões com o PCC e ganhos suspeitos na loteria

Uma investigação em curso do Ministério Público de São Paulo está lançando luz sobre um complexo esquema de lavagem de dinheiro com possíveis vínculos com o PCC, uma das maiores facções criminosas do Brasil. No centro dessa operação está João Muniz Leite, conhecido como o “Contador de Lulinha”, cuja reputação previamente ligada ao caso do triplex do Guarujá agora está sob um novo escrutínio.

De acordo com informações da Polícia Federal, Muniz e sua esposa, Aleksandra Silveira Andriani, ganharam um total de 640 vezes na Lotofácil, Mega Sena e Quina. Essas vitórias suspeitas levantaram bandeiras vermelhas, especialmente considerando-se os padrões irregulares de contabilidade em empresas de ônibus, incluindo a UPBus, onde Muniz é apontado como tendo possíveis ligações.

O Ministério Público alega que a UPBus, apesar de registrar perdas anuais significativas, realizou um pagamento incomum de R$15 milhões a um de seus acionistas, Admar de Carvalho Martins, sob o pretexto de “lucros distribuídos”. Essa discrepância financeira levanta sérias questões sobre a legalidade das operações da empresa e a possível conivência de Muniz.

Além disso, as investigações sugerem que o esquema de lavagem de dinheiro pode ter movimentado impressionantes R$974,3 milhões apenas em 2022, levantando preocupações sobre a escala e a sofisticação das atividades ilícitas envolvidas.

O papel de Muniz não se limita apenas ao mundo dos negócios. Ele está sob suspeita de ter ligações com figuras proeminentes do PCC, incluindo Sílvio Luiz Correia, conhecido como “Cebola”, um dos líderes da facção. O Ministério Público ainda está investigando essas conexões e o possível alcance da influência de Muniz dentro do mundo do crime organizado.

Apesar das tentativas de contato, João Muniz Leite permanece inacessível até o momento, levantando ainda mais suspeitas sobre sua possível cumplicidade nos assuntos em questão. O desenrolar dessa investigação promete expor mais detalhes sobre os meandros deste escândalo de lavagem de dinheiro e suas implicações tanto para o mundo dos negócios quanto para a aplicação da lei.

As informações são do Diário do Poder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco