Gleisi Hoffmann já criticou Alexandre de Moraes por perseguir opositores, mas agora o apoia

Antiga crítica do ministro, a presidente do PT agora o apoia frente a ataques sobre censura e política no Supremo

O cenário político brasileiro, conhecido por suas reviravoltas, nos apresenta um intrigante caso de mudança de posturas: Gleisi Hoffmann, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), e sua relação evolutiva com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Em 2017, durante a indicação de Moraes ao STF, Gleisi expressou sérias preocupações, acusando-o de perseguir movimentos da oposição e de ser uma ameaça à democracia, dada a possibilidade de uma partidarização do Supremo. Estas afirmações refletiam um receio de que o então ministro não mantivesse a isenção necessária nos julgamentos envolvendo o PT.

Avançando no tempo, o contexto mudou drasticamente. Recentemente, Gleisi defendeu veementemente Alexandre de Moraes contra ataques de Elon Musk, proprietário do Twitter/X. Musk havia criticado o ministro, acusando-o de censura, o que Gleisi classificou como “patético”, defendendo a atuação de Moraes no combate ao discurso de ódio e à disseminação de notícias falsas nas redes sociais.


As informações são da Revista Oeste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco