Justiça confunde nomes e prende inocente por estupro de vulnerável

O nome de Francilício dos Santos Nogueira foi confundido com o do acusado, Francilúcio, envolvido em um crime no Ceará

Francilício dos Santos Nogueira, de 47 anos, enfrentou uma prisão injusta de cinco dias, acusado erroneamente de estupro de vulnerável na cidade de Vera Cruz, Rio Grande do Sul. O equívoco ocorreu devido à confusão de nomes com o verdadeiro acusado, Francilúcio, no Ceará. O Tribunal de Justiça do Ceará emitiu um mandado de prisão preventiva com base nessa confusão, levando à detenção de Francilício em 4 de janeiro.

No momento da prisão, Francilício estava em casa com sua companheira e filho, quando policiais militares chegaram informando sobre o mandado da 12ª Vara Criminal de Fortaleza. Apesar de negar a acusação, seus dados pessoais, incluindo nome completo e informações dos pais, constavam no documento, resultando em sua prisão.

Os familiares de Francilício lutaram para provar sua inocência, sendo crucial a iniciativa de seus filhos adolescentes, que identificaram o verdadeiro acusado, Francilúcio, por meio de consulta ao número do processo. A advogada confirmou o erro, levando à libertação de Francilício em 8 de janeiro, com um alvará de soltura que indicava a confusão com uma pessoa homônima.

Mesmo após sua libertação, Francilício enfrenta desafios, como a retomada de seu trabalho de terapias e massagens terapêuticas, afetado pela repercussão negativa da prisão injusta. Além disso, ele busca suporte psicológico para lidar com os sentimentos de indignação, fúria e insegurança causados pela experiência traumática.

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) esclareceu que, ao saber do equívoco, relaxou imediatamente a prisão de Francilício em 8 de janeiro. O TJCE revisou mandados em aberto, oficiando à autoridade policial para investigar o caso e obter esclarecimentos. O tribunal também mencionou que o verdadeiro acusado, Francilúcio, possuía um mandado de prisão emitido em 7 de fevereiro de 2019, evidenciando a existência de homonímia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco