PF prende terroristas e desarticula quadrilha que faria atentado no Brasil

Os dois terroristas eram envolvidos com o grupo libanês "Hezbollah"

A Polícia Federal (PF) anunciou que prendeu duas pessoas em São Paulo na quarta-feira, 8 de novembro, que tinham ligações com o grupo libanês Hezbollah. Os nomes dos detidos não foram informados.

O nome “Hezbollah” significa “partido de Deus” e é um partido político islâmico xiita que tem um braço paramilitar apoiado pelo Irã e exerce grande poder no Líbano.

Os terroristas planejavam realizar o ataque no Brasil como uma forma de punição pelo país não romper laços com Israel. Assim como o grupo palestino Hamas, o Hezbollah do Líbano prega a destruição do Estado de Israel.

Por meio de nota, a PF informou que a operação, batizada de Trapiche, tinha o objetivo de interromper atos preparatórios de terrorismo e obter provas de possível recrutamento de brasileiros para a prática de atos extremistas no país. A operação contou com o apoio de órgãos policiais e de inteligência dos Estados Unidos e de Israel.

Ainda não se sabe a nacionalidade dos terroristas, mas fontes confirmam a ideia de que ambos são brasileiros convertidos ao Islã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco