Prefeito de Criciúma coloca moradores de rua para trabalhar e é criticado pela esquerda

Clésio Salvaro busca soluções práticas e inclusivas para reintegrar cidadãos à sociedade e impulsionar o desenvolvimento local

O prefeito Clésio Salvaro, de Criciúma, Santa Catarina, está buscando soluções para a questão dos moradores de rua com uma abordagem direta, enfatizando a importância do trabalho para reintegrá-los à sociedade.

Em declarações recentes, Salvaro defendeu a ideia de encaminhar aqueles que desejam trabalhar para oportunidades de emprego, enquanto os que não querem trabalhar serão incentivados a deixar a cidade.

Ele destacou que a prefeitura oferece locais de trabalho para essas pessoas, incluindo a limpeza de áreas públicas e a manutenção de espaços abandonados frequentemente ocupados por moradores de rua.

Além disso, o prefeito mencionou iniciativas de cadastramento para empregos e parcerias com órgãos como a Polícia Militar, Defesa Civil e Secretaria de Ação Social para abordar não apenas questões de limpeza urbana, mas também problemas de saúde e dependência química.

Apesar da resistência enfrentada, Salvaro reiterou seu compromisso em melhorar a situação tanto dos moradores de rua quanto da cidade como um todo, buscando medidas práticas e inclusivas.

Criciúma enfrenta desafios significativos relacionados à presença de moradores de rua, afetando a segurança pública e a limpeza urbana, o que tem motivado a busca por soluções eficazes para melhorar a qualidade de vida na cidade.

Além disso, a cidade é um polo econômico em Santa Catarina, com um forte setor industrial e um comércio em expansão, destacando a importância de integrar os moradores de rua ao mercado de trabalho para promover inclusão social e aproveitar o potencial econômico local.

Um ex-morador de rua parabenizou a atitude do prefeito nos comentários do seu Instagram:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco