Presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, alegou que o PT depende da pobreza para existir.

A declaração veio em resposta a uma fala de Lula, em que afirma que pessoas que ganham muito, não votam no PT

No domingo, 10, o presidente do partido Novo, Eduardo Ribeiro, alegou que Lula admitiu a dependência do PT em relação à pobreza para sua continuidade.

Ribeiro fez essa afirmação em resposta à declaração de Lula, que mencionou a dificuldade de pessoas que ganham mais de cinco salários mínimos em votar no PT.

O líder do Novo compartilhou um vídeo do ex-presidente durante a Conferência Eleitoral do PT, questionando se, diante dessa confissão, Lula e o PT realmente buscam tirar o Brasil da pobreza.

Lula havia afirmado, no congresso do PT no sábado, 9, que as pesquisas mostram que quem vota majoritariamente no PT são pessoas que ganham até dois salários mínimos, enquanto aqueles que ganham acima de cinco salários mínimos têm dificuldades em votar no partido.

Ele atribuiu isso à elevação do padrão de vida dessas pessoas e à falta de diálogo por parte do PT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco