Primeira deputada trans dos EUA é presa por distribuição de pornografia infantil

Stacie Laughton, de 39 anos, chegou a ser reeleita pelo partido Democratas, partido do atual presidente americano Joe Biden

Na quinta-feira, 22 de março, Stacie Laughton, a primeira deputada estadual transgênero dos Estados Unidos, foi detida sob acusação de distribuição de imagens de abuso sexual infantil. A informação foi divulgada pelo canal ABC News 4 na sexta-feira, 23 de março.

Stacie Laughton, de 39 anos, serviu como representante na Câmara dos Deputados de New Hampshire de 2020 a 2022, representando o Partido Democrata. No entanto, o jornal britânico Daily Mail informou que Stacie foi eleita pela primeira vez em 2012, mas não pôde exercer suas funções parlamentares devido ao surgimento de seu histórico criminal. Ela havia sido condenada por fraude de cartão de crédito em 2008 e estava em liberdade condicional.

De acordo com o Daily Mail, Stacie tem um histórico criminal desde 2002, quando foi detida por violência doméstica. Além disso, em 2003, ela foi acusada de agressão sexual contra uma mulher.

Em 2015, Stacie foi detida por ameaçar o Southern New Hampshire Medical Center com uma bomba, após ser liberada de uma instituição psiquiátrica.

No ano de 2021, a ex-parlamentar transgênero foi detida por uso inadequado do serviço de mensagens de emergência 911, em New Hampshire.

Uma investigação foi iniciada pelo Departamento de Polícia de Nashua após uma denúncia. A detenção de Stacie está relacionada ao caso de Lindsay Groves, uma funcionária de uma creche em Tyngsborough, Massachusetts, que teria fotografado crianças nuas no banheiro.

As investigações indicam que Stacie “distribuiu imagens sexualmente explícitas de crianças”, conforme relatado pelo sargento John Cinelli, do Departamento de Polícia de Nashua. Alega-se que Stacie mantinha um relacionamento com Lindsay Groves, responsável pela produção de pornografia infantil.

Stacie agora está sendo acusada de quatro crimes de distribuição de imagens que representam abuso sexual infantil. Lindsay supostamente capturou imagens de crianças em atividades cotidianas, como a troca de fraldas antes da hora da soneca.

Apesar de seu histórico criminal, Stacie concorreu novamente ao cargo de deputada estadual em 2022 e foi reeleita. No entanto, ela não pôde assumir o cargo devido à sua prisão por acusação de perseguição. Stacie atribuiu seu comportamento criminoso a problemas de saúde mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco