Renato Cariani é alvo da polícia federal por tráfico de drogas

Segundo a PF, ele estaria desviando produtos químicos matéria prima para produção de crack e cocaína

Renato Cariani, com mais de 14 milhões de seguidores, é reconhecido como professor de química, educador físico, atleta, empresário e youtuber. Recentemente, ele se tornou alvo da Operação Hinsberg da Polícia Federal, que investiga uma organização criminosa desviando produtos químicos para a produção de drogas. A PF estima que 19 toneladas de crack e cocaína foram fabricadas com os produtos desviados por esse grupo.

Renato, renomado influenciador fitness, possui 7,3 milhões de seguidores no Instagram, 6,3 milhões de inscritos no YouTube e mais de 1 milhão no TikTok. Além de seu destaque nas redes sociais, ele também interage com celebridades e oferece cursos em seu site, abrangendo áreas como nutrição e investimentos financeiros.

No âmbito da Operação Hinsberg, a PF realiza 12 mandados de busca e apreensão, incluindo endereços ligados a influenciadores digitais.

A quadrilha, segundo investigadores, emitia notas fiscais fraudulentas de empresas licenciadas, desviando cerca de 12 toneladas de componentes químicos.

Empresas de fachada foram utilizadas para encobrir o esquema, e a PF destaca que os envolvidos responderão por crimes como tráfico equiparado, associação para fins de tráfico e lavagem de dinheiro.

Mais de 70 agentes federais participaram da operação, executando 18 mandados de busca e apreensão em endereços localizados em São Paulo, Paraná e Minas Gerais.

No total, foram identificadas 60 transações relacionadas às atividades desse grupo, envolvendo aproximadamente 12 toneladas de produtos químicos, como fenacetina, acetona, éter etílico, ácido clorídrico, manitol e acetato de etila.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco