Solicitações de seguro-desemprego alcançam nível mais elevado em 9 anos

Número de pedidos aumenta 8% no primeiro bimestre de 2024, refletindo tendências econômicas e do mercado de trabalho

O número de solicitações de seguro-desemprego aumentou nos primeiros dois meses deste ano, atingindo o ponto mais alto para o período desde 2015, de acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego. Com 1,2 milhão de requerimentos registrados de janeiro a fevereiro, houve um aumento de 8% em comparação com o mesmo período de 2023.

O montante total pago aos solicitantes durante o primeiro bimestre de 2024 foi de R$ 7,3 bilhões, representando um aumento de 19,6% em relação ao ano anterior. O Ministério atribui esse aumento à rotatividade do mercado de trabalho. Embora o Brasil tenha criado 1,4 milhão de empregos formais em 2023, o número representa uma queda de 26% em comparação com 2022.

O seguro-desemprego é concedido a trabalhadores demitidos sem justa causa e sem renda própria, variando de três a cinco parcelas, com valores entre R$ 1.412,00 e R$ 2.313,74, dependendo do tempo de trabalho com carteira assinada, com um mínimo equivalente ao salário mínimo. Trabalhadores com salários médios acima de R$ 3.402,65 têm direito ao valor máximo de R$ 2.313,74.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco