Trump critica Biden por ataque em base na Jordânia e atribui a “fraqueza” nas relações com o Irã

Ex-presidente censura inação de Biden, alertando para consequências e instabilidade sob sua liderança

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou duras críticas ao atual ocupante da Casa Branca, Joe Biden, em relação ao ataque com drones que resultou na morte de três soldados americanos e feriu mais de 20 em uma base militar na Jordânia, no sábado (27).

Em declaração divulgada no domingo (28), Trump responsabilizou Biden pela “fraqueza” e “rendição” perante o Irã, alegando que o ataque é uma trágica consequência dessa postura. O ex-presidente também acusou Biden de conceder bilhões de dólares ao Irã, fundos que, segundo ele, foram utilizados para financiar grupos terroristas no Oriente Médio.

O republicano afirmou que, se estivesse no cargo, o ataque nunca teria ocorrido, reforçando que sua política de “máxima pressão” enfraqueceu o Irã há três anos. Ele também relacionou o ataque do Hamas apoiado pelo Irã a Israel, a Guerra na Ucrânia e alertou sobre o risco iminente de uma terceira guerra mundial.

Trump, atualmente concorrendo nas primárias republicanas, atribui suas políticas passadas como fatores de estabilidade global. O ataque com drones, atribuído a milícias apoiadas pelo Irã, representa o primeiro caso de morte de soldados americanos por fogo inimigo no Oriente Médio desde o início da guerra em Gaza, desencadeada há três meses pelos ataques terroristas do Hamas.

Biden, em resposta, prometeu retaliar os responsáveis pelo ataque, enfatizando a determinação em fazer com que todos os envolvidos prestem contas no momento e da maneira que escolher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco