Veterano de guerra destrói altar de Baphomet erguido pelo templo satânico

A escultura, que retrata Baphomet com corpo humano e cabeça de cabra, foi instalada como uma resposta ao Presépio em exibição na assembleia

A controvérsia em torno da instalação de um altar satânico no Capitólio (Assembleia Legislativa) de Iowa, EUA, teve um desdobramento violento na quinta-feira (14/12).

Um veterano de guerra, indignado com a presença do altar, decapitou a estátua de Baphomet, que havia sido colocada no local pelo Templo Satânico (TST) em respeito à liberdade religiosa do estado.

A estátua, representando Baphomet com corpo humano e cabeça de cabra, foi colocada em contraposição ao Presépio exposto na assembleia. O ex-piloto da Marinha, Michael Cassidy, cristão, decapitou a estátua, jogando a cabeça em uma lata de lixo antes de se entregar à polícia.

“O mundo pode dizer aos cristãos para aceitarem submissamente a legitimação de Satanás, mas nenhum dos fundadores teria considerado a sanção governamental de altares satânicos dentro dos edifícios do Capitólio como protegidos pela Primeira Emenda”, comunicou o veterano à mídia. “Os valores anticristãos têm sido cada vez mais integrados nas últimas décadas, e os cristãos têm agido em grande parte como o proverbial sapo na panela de água fervente”, acrescentou ele.

O TST Iowa relatou que a obra estava irreparavelmente destruída. Lucien Graves, cofundador e porta-voz do TST, comentou sobre o ocorrido, mencionando que o grupo usa símbolos satânicos para transmitir sua mensagem, negando adoração ou crença na existência de Satanás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

notícias relacionadas

categorias

REDES SOCIAS

fale conosco